Minha foto
Palavras são doenças esperando cura. Quando digo o que sou, de alguma forma, eu o faço para também dizer o que não sou.

sábado, 2 de julho de 2011

Delírio vermelho.


Pra quê tanta mesquinharia? Pra quê tantos pensamentos sórdidos em uma mente mórbida? Quando você morrer vai ficar tudo aí mesmo. A pessoa vai continuar
mentindo. A traição moral ainda sim irá imperar. Acredite.

Todos acham linda a minha sensibilidade, quem a quer? Ninguém. Cuide primeiro de quem já faz parte de sua vida e não de quem chega padecendo do seu amor e depois vai embora e não lhe deixa sequer um bilhete ao lado de uma flor, dizendo: se dane com o seu amor. Engraçado que sempre nos ensinam que devemos subir um degrau de cada vez, mas, na hora de descer nos empurram pelo corrimão.


Carlo Lagos.

3 comentários:

  1. Verdade! Nunca ensinam o que fazer depois da queda, só te dizem que o tempo cura tudo. Esses FDP! ;~

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Pense o que quiser, escreva o que puder, mas, por favor, seja sempre sincero.