Minha foto
Palavras são doenças esperando cura. Quando digo o que sou, de alguma forma, eu o faço para também dizer o que não sou.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Desejo constante.

Velas iluminam essa sala deserta...Ainda lembro da dança em nossa última festa, os convidados a agraciar o nosso dançar, seu corpo deslumbrante, um vento ajudava a causar ainda mais arrepios em quem estava a admirar.

Nossos corpos sempre tiveram um entendimento indescritível, nossos corações sempre nos deram toda razão, mas nossas mente já não andavam muito contente. Não entendo porque você mente quando lhe pergunto se entende o que quero dizer, não é vergonha, meu amor, não saber,
maior vergonha é fingir compreender algo que não tem como esconder.

Você me faz uma falta que nenhuma palavra poderá descrever, mas vai entender o que se passa na cabeça de uma mulher que não sabe diferenciar qual a refeição que se deve utilizar o garfo ou uma colher. Entender isso eu nunca conseguirei, mas sem uma mulher de verdade eu sei que nunca viverei.

Lagos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pense o que quiser, escreva o que puder, mas, por favor, seja sempre sincero.