Minha foto
Palavras são doenças esperando cura. Quando digo o que sou, de alguma forma, eu o faço para também dizer o que não sou.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Alecrim, Oxalá e amor.

Sabe, eu nunca tive muitas ambições. Sempre quis os lençóis bem espalhados, mas nem sempre estive ao mesmo lado da cama. Meu peito carrega uma amargura tão seca. As pernas que meu coração criou se foram carregando-o e nunca deram sequer um adeus, nesta noite de Domingo o céu está mais fechado. Vivo o famoso: breu-do-cérebro-com-o-coração, isso não cola, mas a luz sumiu. Será um eclipse? Será a junção da Lua do meu signo junto ao teu? Não sei, mas deveríamos tomar mais um chá e relaxar. Alecrim é do Pai Oxalá, nos deixará calmo, nos trará paz e o grande amor que sempre nos satisfaz. Vamos nos casar? Desejo isso de ti. Quero ter uma família, sabes bem que meu medo é não conseguir realizar meu sonho – olha, que contagiante, até admiti que tenho medo. Esqueceram uma semente do amor à beira-mar, vamos buscá-la antes que a corrente leve a nossa felicidade e nos deixe embriagados de saudades. Agente se conheceu e não foi por acaso. É, naquela noite, aquele cais, eu pensava em sumir por aí sem ter aonde ir, sem saber o que poderia vir pela frente. Se apresentou de uma forma tão bela quanto uma flor de jasmim, sorriu para mim com uns dentes pequenos e admiráveis...Nunca avistei, em toda minha vida, tal paisagem. Não é à-toa que ainda temos as marcas de amor em cada canto desta casa, em cada parte ainda tem a sua essência e esta pede a sua permanência. O amor tem passos leves e estes são tão contagiantes quanto a sua forma de me amar, quanto o nosso eterno namorar dos nossos olhos a se fitarem enquanto as nossas bocas pedem para nos beijarmos na hora em que pensarmos em nos separar. É, meu bem, certas cartas nos são reveladas quando a noite chega sem a gente se desejar e, nesta hora, a gente sorri por não haver mais lágrimas para chorar. Sofrimento. Esquecimento num canto de jardim. Vamos até lá. Vamos navegar e nos amar. Preciso do seu canto ou até mesmo do seu pranto, mas preciso de você aqui, preciso te ver sorrir para não esquecer como é doce viver...Preciso do seu encanto para manter vivo e, principalmente, longe do perigo que é viver só dentro de mim.

Lagos.

16 comentários:

  1. A corrente do amor é um laço perfeito, que envolve sem defeitos um ser ao outro!!!
    Que lindo Carlos!!

    Beijos no coração!!

    ResponderExcluir
  2. - Um eterno apaixonado é isso que eu gosto em você, e é o que me traz sempre aki no teu blog .. lindas as palavras como sempre. Bjão

    ResponderExcluir
  3. Me sinto honrada em poder ler esses textos antes mesmo de serem publicados por você. Como eu já havia dito, acho que é o seu melhor texto, desde que eu leio o seu blog. Como também te disse, me lembra muito um momento da minha vida!
    Você é um anjo, Carlo. Um anjo que tem um dom lindo e que me faz suspirar todas as vezes que termino de ler um texto seu.

    Eu te amo meu amigo-confidente-almagêmea !

    ResponderExcluir
  4. quando acontece é sem a gente esperar mesmo! mas que bom que acontece

    ResponderExcluir
  5. O sentimento sempre fala mais alto, suas palavras adquirem força! abs

    ResponderExcluir
  6. Meu amigo... As palavras valsam em tuas mãos e navegam em meus pensamentos! Tu és o romantismo exalado! E tens um talento admirável!

    Quando abro a porta do seu mundo, sinto-me em casa também... cada linha, cada descrição, me faz simplesmente andar por estes mesmos caminhos que tão bem descreves! Eu adoro o teu blog!!! Ei, perdoe-me eu estive ausente por um tempo, mas vim aqui correndo na ansia de te ler... Eu adoro te ler!

    Não pare nunca de escrever!

    Um milhão de abraços, meu lindo!

    ResponderExcluir
  7. Estou cada vez que entro aqui,
    com as suas histórias de saudades,
    espero que ela aceite se casar, mas é um passo muito importante que e ser bem planejado, não levando em conta apenas os sentimentos...
    Beijos...

    ResponderExcluir
  8. Cuidar de nós mesmos, de nossa loucuras perdoáveis e perdoadas , reflorestar nossa mata de amor perdida, achar nossos passos desencontrados.
    São essas nossas tarefas a cumprir antes de camar outra alma a coabitar a nossa.

    Cuide-se, meu querido!

    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  9. Carlo, sinto-me pequena ao tentar elogiar os textos que escreve. Sempre são bonitos demais, sinceros demais. E sempre que leio a sensações que me passam são de amor, saudade, ternura.
    Não cansarei de desejar-lhe sucesso!

    Quanto à parceria, seria uma honra algum dia escrever algo junto a você.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. ...
    Belas letrinhas.
    Parabéns.
    Abraço.
    ...

    ResponderExcluir
  11. nos manter vivo, é o que luto a cada dia constantemente.
    quero me sentir mais viva ultimamente!


    bjs, te adoro.

    ResponderExcluir
  12. Carlo, você demonstra magia e intensidade com as palavras!!

    "O amor tem passos leves"
    Sim, ele tem às vezes nos faz flutuar!!!

    abraço

    ResponderExcluir
  13. Quanta suavidade em escrever você tem. Palavras intensas, com uma gentileza imensa. Lindo.

    ResponderExcluir
  14. faço das palvras da Ju as minhas, bj grd :*

    ResponderExcluir
  15. Lindo, Lindo, Lindo!
    Lendo o seu texto eu lembrei de mim, você conseguiu descrever o meu amor.

    " Preciso do seu encanto para manter vivo e, principalmente, longe do perido que é viver só dentro de mim."

    Você escreve realmente muito bem, gostei muito da maneira como vc uniu as palavras.

    Beijoos'

    ResponderExcluir

Pense o que quiser, escreva o que puder, mas, por favor, seja sempre sincero.