Minha foto
Palavras são doenças esperando cura. Quando digo o que sou, de alguma forma, eu o faço para também dizer o que não sou.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Vida!

Passei o dia todo em meu quarto. Bebi suco de goiaba, água, traguei alguns cigarros, entretanto, nada de ver a ventania. Vi o colo da minha mãe quando pequenino fui, ah, que saudade deste tempo. Queria poder volta e desfrutar o tanto quanto queria. Não vale a pena me prender a esta nostalgia. Alegria. Alegria. Alegria, vamos sorrir um dia e ver o pôr-do-sol em um novo farol. Se não for no farol à beira-mar a nos energizar que seja um farol de um carro que esteja por chegar e nos alegrar. Tudo vai se ajeitar e lembrem-se: por muitas vezes a felicidade está ali querendo nos dar a mão e viramos as costas sem ao menos termos uma merda de uma razão.

Olha, fulana – não, não te darei nome – você é tão linda quanto uma flor, mas só que toda flor requer carinho, atenção, e você só pede uma visita ao seu mundo desleal e sem algum molde normal que nunca foi descoberto e nem a Lua em Gêmeos seria capaz de desvendar estes mistérios de mulher-cigana de frente pra maré. Confabulando com a minha mente te vi passando entre as marcas de algum amor, sei que em minhas lembranças, se torna a minha esperança de aliança com um presente passado. Nós dois podemos ir além, podemos dilacerar inúmeras pessoas, mas podemos ser vistos como loucos e nunca sermos levados à sério. Sempre chegaremos a conclusões que podem favorecer as mentes que quiserem se surpreender com um fato que a muitos intriga, chamado: vida!

Obs: Por um certo motivo, talvezs, demore a postar ou comentar no blog de vocês. Mas quero, desde já, agradecer a algumas pessoas que sempre torceram muito por mim...Em especial: Sarah, Flavia, Nívea Flor.

Incontáveis abraços.

Lagos

12 comentários:

  1. Todos nós passamos por um momentos desses vontade de ser criança novamente de ter carinho que hoje não existe mas o que se tem é lembranças de um tempo que jamais voltarar de coisas que jamais serão sentidas novamente !"eu acredito!" aaa tbmm adoroo você ( e vc acredita?:)

    ResponderExcluir
  2. O fato, é que nesta de sabotar os próprios planos, chegaremos sempre em nossas esternas prosas.
    Estamos bem afinal.
    :*

    ResponderExcluir
  3. oi... nunca mais passei por aqui... :) não costumo vir com freqüência... mas, enfim. teus textos sempre têm um quê de amores perdidos... gosto disso. :) só o que não se realizou pode ser tão romântico, afinal.

    ResponderExcluir
  4. Não sei comentar em seus textos. Eles dizem tudo, não há porque complementar.

    ResponderExcluir
  5. Carlo,
    Viver um grande amor requer vontade de se doar, entrega, talvez um pouco de loucura (daquelas qua agitam o coração, não a que o estraçada rs).

    Amar a figura e não a pessoa é pedir o sofrimento para si.muitas vezes nos cremos amando alguém e a bem ver, estamos amando o juízo que fizemos dele.

    Como sempre te digo: cuide de si primeiro, se acarinhe, ouça teu coração que está pedindo esse colo de mãe, faça em si um afago.
    Ame-se. Profundamente.

    E aí, o amor do outro chegará. Manso, porém cheio de alegrias, como voce merece.

    E a Vida será melhor.

    Beijo

    (perdi a senha do msn kkk)

    ResponderExcluir
  6. Sabes o que estou falando:
    Sua realização é a minha realização, fico feliz que minhas orações tenham se realizado!

    que bom que está bem, espero que tenha ainda mais sucesso.
    te adoro,


    vou sempre estar aqui :)

    ResponderExcluir
  7. A vontade de voltar aos velhos tempos sempre estaram presentes mesmo que adormecidos! Bjão

    ResponderExcluir
  8. Todos nós sabemos o quanto sentimos falta do abraço da mãe, aquele especial que só temos e o valorizamos de verdade quando ainda somos crianças, aprendemos muito a valorizar as pequenas coisas da vida quando as perdemos, mais nada é irreversivel ate que se chegue ao fim!
    Beijoo com carinho.

    ResponderExcluir
  9. "queria poder voltar e desfrutar o tanto quanto queria "
    tb sinto isso

    beijos

    ResponderExcluir
  10. Vida... Ah, a vida...

    É preciso ter asas quando se ama o abismo, meu caro!

    Viver é viver tão complexo quanto simples, depende da visão de cada um. Gosto de ver txtos assim, marcantes, dispostos a mostrarem verdades e muita vontade de melhorar os caminhos que trilhamos.

    Um beijo, meu amigo. Conte comigo, sempre.

    ResponderExcluir
  11. Ah, vai ser difícil ficar sem você. Vou me acostumar, prometo. Estou muito feliz por você; Só exijo que não suma.

    ResponderExcluir

Pense o que quiser, escreva o que puder, mas, por favor, seja sempre sincero.