Minha foto
Palavras são doenças esperando cura. Quando digo o que sou, de alguma forma, eu o faço para também dizer o que não sou.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Manhã na cama.

O que faremos com aquelas estrelas que ficam ali a nos iluminar enquanto nos beijamos por instantes sem parar? Eu trouxe a Lua até este cais só pra gente se amar sobre o luminar, dizem
que Lua Cheia fazem os casais se apaixonarem cada vez mais e nunca olharem para trás. Ficarei feliz se assim for, aonde você for quero que leve contigo o meu imenso amor. Ele que não é tão forte quanto merecemos, mas é grandioso o quanto necessitamos para estar em paz. Não quero mais motivos para choro, se for para nos abraçarmos que seja por pura felicidade e que a gente nunca se esqueça do tamanho da nossa coragem.

O amanhecer me trás uma saudade de ti, mas não é triste nem nostálgica, é algo tão gostoso de se sentir. Dá um arrepio na alma, ligo pra você e logo me acalmas. É o passado, meu bem, ele me faz lembrar das noites que passei aqui sonhando em como fazer seu coração pulsar por mim enquanto você vivia por aí a se distrair. Eu sempre soube que poderia cuidar do seu amor. Ah, que belo amor, um amor frio e fino com um coração de pedra, pedra de açúcar e se desmancha fácil quando lhe lembro das noites em que sonhamos acordados com o brilho calmo da luz do seu coração em erupção. Quando seguraste em minha mão enquanto pedia perdão...Uma lágrima ia descendo, meu coração se submetendo a tal contradição amorosa, mas sempre foi tão cativante quanto uma rosa, eu não poderia me trancafiar dentro de mim e fingir que não gosto de ti lhe deixando partir. Dei aquele meu sorriso mais sacana, não, não foi o mais bacana, mas através dele começamos um novo dia com eu levando um café pra você em nossa cama.

"What you gonna do when the walls come falling down?
You never move you never make a sound"

Lagos.

13 comentários:

  1. Tudo o que você escreve me faz imaginar a cena, como se dela fizesse parte. Isso é algo que poucos conseguem fazer, levar quem o lê para dentro da leitura. Gosto desse seu amor desmedido, intenso, carnal. Amor pra mim são gestos, toques, beijos, abraços. Impossível desvincular esses carinhos do amor, e além disso, não faria sentido.

    Esses momentos são tão únicos... Merecem ser guardados, e nunca esquecidos.

    Parabéns, Carlo!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. teria algo para descrever o amor do que as palavras. Mesmo que seja poucas tudo se fala amor verdadeiro, sem medo, intenso. Um amor que ate da vontade de se sentir!


    "O amanhecer me trás uma saudade de ti, mas não é triste nem nostálgica,é algo tão gostoso de se sentir."


    Esta de parabéns pelas suas entrelinhas.
    Te sigo.E ja faço da comunidade do orkut!
    obrigada pelo convite1

    ResponderExcluir
  3. Não consigo transformar a saudade em algo gostoso de sentir como você. Admiro - te. Belo Carlo, como você!
    Saudades!

    ResponderExcluir
  4. o café com gosto bem doce, pra lembrar dos milhões de beijos, e das tuas palavras que assim sempre o são.
    belo, de verdade.
    beijos enooormes, anjo :*

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo lindo post!
    bjos
    mah

    ResponderExcluir
  6. Amigo Carlo!!!

    Você realmente consegue expressar a dor de uma saudade apertada!!!!

    Me identifico demais com seus textos!

    Que lindo post!!!

    Adoreiiiii !!

    beijoca

    ResponderExcluir
  7. Ah se todos os amores fossem assim tão intensos.
    Amei aqui.
    Seguindo.
    =*

    ResponderExcluir
  8. Tem umas saudades que são boas não é? Aquela saudadezinha que aperta o coração da gente!
    Lindíssimo texto!
    :*

    ResponderExcluir
  9. você se supera a cada palavra, eu nem sei mais o que devo comentar e elogiar rs.
    você é o cara rs ;)

    ResponderExcluir
  10. Como disse Patativa do Assaré, saudade é como coceira de bicho pé...gostosa, mas com o tempo machuca muito...

    bom texto cara
    braço

    ResponderExcluir
  11. Sentimento é uma coisa doida mesmo, né? E por isso adoro. Saudade é coisa linda linda - e até gostosa, por que não?!
    Que delícia de texto!

    ResponderExcluir
  12. Eu vejo tudo acontecendo quando você escreve. Adoro o modo como que você nos faz entrar na história. :)
    Belo Texto
    ;**

    ResponderExcluir

Pense o que quiser, escreva o que puder, mas, por favor, seja sempre sincero.